BiblioTeca – Leitura a quatro patas

O R.E.A.D. (Reading Education Assistance  Dogs) é um programa que melhora as competências de leitura e as capacidades de comunicação através de um método diferente: ler para um cão. A escola desenvolveu um protocolo com a Cães&Livros – R.E.A.D. Portugal®, que representa o R.E.A.D. em Portugal.

Iniciaram esta semana as primeiras sessões de leitura assistida. Sete meninos do 1.º ciclo do nosso Agrupamento leram para a Pepper e para o Linguini. Foi um sucesso!!!

A Teca também teve o seu primeiro treino como ouvinte de histórias. Um aluno do 5.º ano contou-lhe a história da Madeline Finn e da Bonnie. Adorou!!!

A Pepper numa das sessões

read foto

Anúncios

2019, cem anos de Sophia

Sílvia Souto Cunha, Revista Visão, 3.01.2019

“Um novo ano começou, e nós desejamos que todos os dias de 2019 possam ser esse “dia inicial inteiro e limpo” que Sophia de Mello Breyner Andresen nos legou quando acordámos com a Revolução dos Cravos. As celebrações do centenário do nascimento da grande dama da poesia portuguesa contemporânea atravessam os próximos doze meses, e trazem novo foco sobre a vida e a obra de uma personalidade ímpar. Luminosa, rigorosa, aristocrata, humanista, matriarca amada, resistente ao fascismo, objeto de honrarias de Panteão, Sophia é um exemplo que merece ser recordado e seguido. Fiquemos já com uma cábula poética, um convite para reler a sua obra e enfrentar este ano de mudanças anunciadas: “Pudesse eu não ter laços nem limites/ Ó vida de mil faces transbordantes/ Pra poder responder aos teus convites/ Suspensos na surpresa dos instantes.”

Jornal CREACÇÃO

Há 14 anos que a biblioteca publica o jornal CREACÇÃO.

Em setembro de 2018, a equipa de redação do CREAÇÃO cresceu e renovou-se: a Rosalina Tchabo, o Daniel Tomaz e o Álvaro Dantas, do 2º ciclo, a Cristiana Fernandes, a Ângela Nogueira, o Diogo Caetano e o Arthur Vieira, do 3º ciclo, a Beatriz Oliveira e o Diogo Gonçalves, do secundário, são os nossos jornalistas, gente ativa e empenhada, sinal de que este projeto está vivo.

A todos eles, e àqueles outros que connosco colaboram, a coordenação do jornal escolar do AEFGA agradece!

Jornal (2)

Acabou de sair o número 43!!!

Semana S – Exposição Livres e Iguais

Hoje, à medida que a Segunda Guerra Mundial e o Holocausto estão cada vez mais distantes, a consciência da importância dos Direitos Humanos parece estar a desaparecer a um ritmo alarmante. Por isso, 70 anos após a publicação da Declaração Universal dos Direitos Humanos, é fundamental a sua difusão e reforço, minimizando hostilidades perturbadoras, que “teimam” em surgir nas várias sociedades, credos e culturas.

Deste modo, todos temos a missão de divulgar e garantir que as palavras da Declaração dos Direitos Humanos, assinada em 1948, se traduzem também nas ações do Homem.

Por acreditar que a Escola é o local por excelência, onde se pode fazer a diferença, os alunos do AEFGA, foram convidados a participar nas comemorações oficiais, promovidas pelo Alto Comissariado para as Comemorações dos 70 Anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos em Portugal.

expo livres e iguais